sexta-feira, 16 de maio de 2014

Podcast e Estrutura Intelectual da Escola

Amigos,
O próximo "podcast" traz como expositora a Dra. Erotilde Ribeiro dos Santos Minharro. Trata-se de colega com vasta experiência educacional, com Mestrado e Doutorado na Universidade de São Paulo (Faculdade de Direito do Largo de São Francisco), atuando como docente na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo e coordenando, na mesma Faculdade, o Curso de Especialização em Processo do Trabalho. Também é professora convidada nas escolas Paulista de Direito e Paulista de Direito Social. Já fez palestras em diversas instituições, como na Associação dos Advogados de São Paulo, na Fundação Getúlio Vargas, na Ordem dos Advogados do Brasil, Seção São Paulo, na Escola Judicial do Rio de Janeiro, na Universidade Toledo de Araçatuba, na UNISO, em Cursos preparatórios e na PUC de São Paulo, participando, também, regularmente de bancas de mestrado e doutorado nas Universidades mencionadas. É juíza titular da 5ª Vara do Trabalho de São Bernardo do Campo e Conselheira da EJUD2.
O tema proposta para a Dra. Erotilde se insere no campo do Direito, fugindo um pouco às temáticas dos "podcasts" anteriores, mas que tem inusitado apelo nos dias atuais: A Jurisdição Brasileira e a Cooperação Jurídica Internacional". É um dos temas, confesso, de minha particular preferência, uma vez que mantivemos na PUC de São Paulo uma classe de Mestrado somente voltada a esta matéria.
Como não poderia deixar de ser, o "podcast" com esta proposta da Dra. Minharro apenas vai pincelar algumas questões mais importantes sobre o tema, para situar os nossos privilegiados ouvintes que poderão ficar, a partir daí, entusiasmados em desenvolver o raciocínio sobre as questões decorrentes desse instrumento moderno que é a cooperação jurídica internacional.
No que tange à estrutura intelectual da Escola, apenas fazemos uma breve chamada porque desenvolveremos o tema nos próximos "blogs". Mas, aprovamos a necessidade de estruturar a Escola em áreas de jurídicas, que de início chamamos de Núcleos.
O que nos levou a tal concepção intelectual é o fato de que já reestruturamos a Escola fisicamente (na medida do possível) e a estruturamos organicamente, uma vez que, a partir desse ano, passou a EJUD2 a fazer parte da estrutura orgânica do Tribunal, com funcionários próprios, biblioteca e áreas administrativas com os seus coordenadores, como já anunciamos em comunicações anteriores. Em outras palavras, a EJUD2, definitivamente, se institucionalizou, o que está de acordo com as novas diretrizes dos Tribunais e órgãos superiores, em especial o CNJ, O TST e a ENAMAT. Agora, pretendemos implantar uma estrutura intelectual (talvez a mais importante) porque será o embrião de funcionamento pleno da Escola, com melhoria das palestras, cursos, temáticas e tudo mais que daí decorre. Essa estrutura já restou definida nos seguintes núcleos: I. Núcleo de Direito do Trabalho e Direito Civil; II. Núcleo de Direito Processual do Trabalho e Direito Processual Civil; III. Núcleo de Direito Constitucional e Direito Administrativo; e, IV. Núcleo de Filosofia do Direito e Direitos Fundamentais. Claro que estes são núcleos iniciais de uma estrutura que pretende ser dinâmica e amoldável, com o passar do tempo, às necessidades específicas da Magistratura. Há muito a ser feito nessa estrutura administrativamente e no seu funcionamento. Entretanto, estamos caminhando para implementar, de início, o mais rapidamente possível, os primeiros passos de um mecanismo que se pretende funcional, objetivo, agregador, produtor de ideias e que identifique a Magistratura de São Paulo como um polo intelectual que aperfeiçoe e desenhe caminhos melhores para a prestação jurisdicional.
Em breve espaço de tempo, daremos conhecimento do ato que porá em funcionamento este mecanismo, que pretende, após a sua implantação, ser melhorado com a contribuição dos amigos magistrados.
Por fim, mais uma vez o aviso, não percam o "podcast" da Conselheira Erotilde. Clique aqui
Um grande abraço. Carlos Roberto Husek

terça-feira, 6 de maio de 2014

Podcast sobre a Psicanálise


Amigos,

Novamente estamos na expectativa de mais um "podcast", que virá pela fala do nosso psicanalista Gustavo Costa Martins.

Gustavo tem ampla formação, cultural e profissional, multidisciplinar como convém a um profissional do mundo moderno: graduado em Odontologia, tem Mestrado em Filosofia da Ciência com concentração em Psicanálise, além de vários cursos de aperfeiçoamento em Clínica Psicanalítica, Clínica Lacaniana, Lógica e Psicanálise, Direito e Psicanálise e outros.

Por insistência, Gustavo aceitou o convite da EJUD2 para transmitir parte de seus conhecimentos sobre a Psicanálise, aos magistrados e servidores. Trata-se de um panorama geral relativo ao tema: surgimento da Psicanálise, paralelos com a Medicina, breve informação sobre a histeria (pedra de toque desencadeador do tratamento analítico), o desenvolvimento do método clínico da associação de ideias, e raciocínios correlatos.

A verdade é que neste Século XXI redescobrimos essa novel ciência, que teve como arauto e divulgador Sigmund Freud.

Pedimos licença ao mestre vienense para, pela palavra de Gustavo, nos aproximarmos um pouco de suas descobertas sobre os caminhos e descaminhos do inconsciente e do aparelho psíquico. Aproveitem esta oportunidade, porque pensamos no futuro em implementar cada vez mais o Direito e a Psicanálise, para o aprimoramento de nossa atividade jurisdicional. É só clicar aqui........ e boa aula.


Carlos Roberto Husek